O QUE É NECESSÁRIO PARA SER UM BOM EDUCADOR?

O requisito número um para o educador é ser apaixonado! Apaixonado pela nossa atuação, pela aportunidade de também aprender com os alunos, pela possibilidade de estar colaborando para o progresso de uma região, estado ou país, e principalmente pela satisfação em fazer parte da vida de pessoas que contam com nosso conhecimento, competência adquirida ao longo dos anos, empenho, compreensão, apoio e dedicação para se realizarem, como índíviduos e profissionais do futuro, atingindo seus objetivos e sonhos.

Pesquisar neste blog.

Carregando...

Tradutor: traduza todo o conteúdo do blog (em português) para o seu idioma.

Click nas bandeiras abaixo e deixe o blog no seu idioma (caso sua nacionalidade não esteja representada por estas bandeiras, click na que traz o idioma mais próximo ao seu e você terá uma lista com 59 idiomas para escolher).

sexta-feira, 9 de maio de 2014

Roteiro de estudo sobre o documentário “O povo brasileiro.”

Data de entrega: 16-05-2014


Matriz TUPI
(01 - 15)


Assista o documentário.


A seguir, responda as questões abaixo e entregue em folha separada:

a.  *    De quando datam os primeiros relatos sobre o Brasil?
b.    *  Estima-se que a população pré-cabralina era de que número?
c.       *  Porque a matriz indígena foi intitulada de matriz tupi?
d.    *   Descreva o modo de vida das populações indígenas. Considerando:
a.      divisão de gêneros;
b.      -Relação com a terra;
c.       -Meios de subsistência;
d.      -Guerras;
e.      -Rituais;
f.        -Moradias;
e.    *   Quais heranças dos indígenas estão presentes no povo brasileiro?
f.    *     Explique a frase: “A cultura brasileira é uma cultura de retalhos.” 




Matriz lusa
(16-30)
Assista o documentário.


A seguir, responda as questões abaixo e entregue em folha separada:

a.      Porque era tão importante para a matriz lusa dominar as técnicas de navegação?
b.      Quais a principais contribuições para a formação cultural e social da matriz lusa?
c.       O que foi a escola de sagres e qual sua importância?
d.      Quando o português passou a ser o idioma oficial de Portugal?
e.      Qual o programa desenvolvido por Dom Henrique e quem foram seus patrocinadores? Quais seus interesses?
f.        Qual a relação com o período renascentista?
g.      A que se devia a riqueza cultural de Portugal?
h.      Segundo o contexto do documentário qual foi o produto verdadeiro de Portugal?
i.        Como Portugal conseguiu manter um território tão grande como o brasileiro?
j.        Explique a frase: “A cultura brasileira é uma cultura de retalhos.” 



Matriz afro
(31-45)

Assista o documentário.




A seguir, responda as questões abaixo e entregue em folha separada:



a.      Quais as origens dos povos africanos que foram trazidos para o brasil?
b.      Quais eram relações de poder nas sociedades africanas?
c.       Qual sua relação coma propriedade da terra?
d.      Existia divisão de classes entre os povos africanos? Como?
e.      Como era tratada a questão da escravidão no continente africano? Isso se refletiu no comportamento dos escravos africanos no Brasil?
f.        Explique a frase: “A cultura brasileira é uma cultura de retalhos.”

quinta-feira, 4 de julho de 2013

Nova Página de Games

Bom dia pessoal!

Há algum tempo coloco jogos educacionais que tenham haver com geografia neste blog. Agora reuni todos eles em uma nova página. Chamada games... Para inaugurá-la adicionei um no game super interessante e divertido sobre a rota migratória de uma ave, o Maçarico de Peito Vermelho desde a tundra canadense no extremo norte da América do Norte, até a patagônia no extremo Sul da América do Sul. Abordando em sei ínterim questões ambientais, climáticas, biológicas e cartográficas.      


quarta-feira, 5 de junho de 2013

Cartografia do twitter nas grandes metrópoles

Observe abaixo a reportagem abaixo que traz uma coleção de representações cartográficas bastante interessante. trata-se da representação da densidade localização de uso do Twitter em várias metrópoles mundiais.
 
Estes mapas servem como pano de fundo para diversas analises geográficas, como por exemplo, o índice de inclusão digital e a comparação entre as metrópoles selecionas; O índice de inclusão digital e as diferenças existentes entre as diferentes zonas geográficas do interior das metrópoles (centro-periferia, por exemplo). É importante ressaltar, que esse aplicativo só é utilizado quando se tem acesso a internet, por tanto, mede o nível relativo de acesso a internet e a tudo que esse veículo de comunicação pode proporcionar.
 
Miguel Rios trabalha no Twitter com visualização de dados, e ele resolveu descobrir como os tweets se distribuem pelo mundo – e os padrões que eles formam.
 
Ao analisar tweets públicos com localização, a equipe de Visual Insights conseguiu criar mapas que mostram onde a atividade no Twitter é mais intensa.
 
Para criar estes mapas, foram utilizados bilhões de tweets publicados desde 2009, quando a função de geotagging foi criada. Miguel escolheu áreas onde a visualização revela padrões claros, incluindo cidades como Nova York, Moscou e São Paulo.
 
 SÃO PAULO
 
 
Onde as pessoas mais tuítam em São Paulo e no mundo - 1 (© Divulgação)
 
Para quem não conhece bem a capital paulista, o mapa do Twitter pode parecer apenas uma grande mancha azul. Mas basta fundi-lo com o Google Maps para ver alguns padrões emergirem.

A atividade dos tweets é bem concentrada no eixo Paulista-Consolação e na zona sul (Moema, Itaim Bibi). Também é possível ver que a atividade é forte nas cidades do ABC paulista e na região dos aeroportos de Guarulhos (próximo à legenda “Taboão”, no mapa).

SÃO PAULO
Onde as pessoas mais tuítam em São Paulo e no mundo - 1 (© Divulgação) 
 
 
 Dando um zoom na capital, surgem mais alguns padrões: em algumas áreas, parece que os usuários preferem não usar tweets geolocalizados. Diversas áreas “em branco” são bairros ricos e residenciais, como Jardim América, Vila Nova Conceição, Morumbi e Alto de Pinheiros.
 
Com o zoom também podemos ver uma área onde a atividade é intensa: o Parque do Ibirapuera. E, claro, assim como em outras cidades, as rodovias – Castelo Branco, Dutra e marginais Tietê e Pinheiros – apresentam grande atividade.


EUROPA

Onde as pessoas mais tuítam em São Paulo e no mundo - 1 (© Divulgação)

Na Europa, as capitais parecem brilhar como num mapa da Terra à noite.

EUA

Onde as pessoas mais tuítam em São Paulo e no mundo - 1 (© Divulgação)

Na América do Norte, vemos como o uso é bastante concentrado na parte leste dos EUA (e relativamente pequeno no México e no Canadá).

 
 
JAPÃO (Tóquio)

Onde as pessoas mais tuítam em São Paulo e no mundo - 1 (© Divulgação)

Vemos a mesma tendência de concentração de tweets no centro de Tóquio, no Japão.


RÚSSIA (Moscou)

Onde as pessoas mais tuítam em São Paulo e no mundo - 1 (© Divulgação)

Este é o mapa de Moscou, na Rússia - e os motoristas devem estar tuitando demais por lá. As avenidas têm uma concentração de tweets tamanha que o mapa acaba se parecendo com uma aranha.

TURQUIA(Istanbul)

Onde as pessoas mais tuítam em São Paulo e no mundo - 1 (© Divulgação)

Istanbul, na Turquia, é bem diferente das outras cidades mostradas aqui. A densidade de tweets é alta em boa parte do território.

Fonte: http://gizmodo.uol.com.br/sao-paulo-e-mundo-em-tweets/

domingo, 16 de outubro de 2011

Comix 2011 - Feira de quadrinhos



Interessante. Muito interessante esse mundo dos quadrinhos...
Estive neste sábado na Comix 2011, feira de quadrinhos e afins... Gostei muito. Achei interessantíssimo ver obras clássicas como "O capital", "Rei Liar" e "A arte da Guerra" em quadrinhos... Muito bons para utilização como paradidáticos escolares....



 

* Chegue cedo e poderá ter uma caricatura sua (grátis) feita por uma simpática equipe de desenhistas da turma da mônica.
* O espaço "externo" possui boa promoções e artigos bem diferentes e interessantes, como botons e bonecos....

Deixando à desejar...
- O espaço físico não é muito grande (se comparado com o de outros espaço como a expo imigrantes ou os salões do Anhembi.
- O espaço de venda dos quadrinhos é pouco organizado.
- Não é permitido manipular os quadrinhos que estão todos em saquinhos plásticos.
- Os preços em geral  são bem "salgadinhos".
- O valor da entrada é 10,00 reais (valor bastante acessível) mas não há meia-entrada. Nem para estudantes, nem para idosos, ou professores (acho que há aí um desrespeito à legislação federal, no caso dos idosos e estadual no caso de estudantes e professores de escolas públicas).
- A fila de entrada e para o caixa também é bem grandinha.

* Espero que para o próximo essas falhas sejam corrigidas.

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Batalha naval

Novidade no blog!  Dois super jogos de batalha naval, que além de divertir, servem para desenvolver as habilidades de localização no espaço e introduzem de forma empírica ao plano cartesiano, ajudando assim a criar as competências necessárias para compreensão das coordenadas geográficas.

Acesse os links na barra de games do lado esquerdo.



domingo, 21 de agosto de 2011

Fluxo aéreo ajuda a identificar cidades globais

Fluxo aéreo global no período de 24 horas.
video

As megacidades e seus contextos.

Fantástica essa coletânea de depoimentos, mapas, imagens, estudos dos principais problemas sociais, ambientais, entre outros atrativos que o jornal O Estado de São Paulo fez. Tudo disponível no link http://www.estadao.com.br/megacidades/, ou na revista Grandes Reportagens - O Estafo de S. Paulo de agosto de 2008.


segunda-feira, 9 de maio de 2011

Carta: a vida Terra em 2070. (Água potável - recurso finito).

CARTA ESCRITA EM 2070 DC


Documento extraído da revista biográfica "Crónicas de los Tiempos" de abril de 2002.

Um exercício de imaginação, que está para além da ficção. Preocupante por vermos que diariamente se desperdiça um recurso tão importante e que não é inesgotável.

Ano 2070. Acabo de completar 50 anos, mas a minha aparência é de alguém com 85. Tenho sérios problemas renais porque bebo muito pouca água. Creio que me resta pouco tempo. Hoje sou uma das pessoas mais idosas nesta sociedade.

A CARTA DO CHEFE INDÍGENA SEATTLE - 1854 (na íntegra)

Resposta do Cacique Seattle ao Governo dos Estados Unidos que tentava comprar as suas terras (1854):



A CARTA DO CHEFE INDÍGENA SEATTLE - (1854)

Como é que se pode comprar ou vender o céu, o calor da terra? Essa idéia nos parece estranha. Se não possuímos o frescor do ar e o brilho da água, como é possível comprá-los?

Cada pedaço desta terra é sagrado para meu povo. Cada ramo brilhante de um pinheiro, cada punhado de areia das praias, a penumbra na floresta densa, cada clareira e inseto a zumbir são sagrados na memória e experiência de meu povo. A seiva que percorre o corpo das árvores carrega consigo as lembranças do homem vermelho.

domingo, 24 de abril de 2011

Pelo amor de Deus, parem de ajudar a África!

Pelo amor de Deus, parem de ajudar a África!


Leia abaixo uma entrevista dada pelo um sociólogo queniano James Shikwati, ao reporter Thielke Thilo da revista alemã Der Spiegel sobre a situação africana e sua relação com os países desenvolvidos. Essa entrevista foi publicada em 2005 e chamou muita atenção pela seguinte frase "Pelo amor de Deus, parem de ajudar a África!”


Por Thielke Thilo 04.07.2005


James Shikwati


O queniano James Shikwati especialista em economia, 35, diz que a ajuda à África é mais prejudicial do que boa. O entusiástico defensor da globalização falou com a SPIEGEL sobre os efeitos desastrosos da política de desenvolvimento ocidental na África, sobre governantes corruptos e a tendência a exagerar o problema da AIDS.


SPIEGEL:


Sr. Shikwati, a cúpula do G8 em Gleneagles, está prestes a reforçar a ajuda ao desenvolvimento para África ...


Shikwati: ... pelo amor de Deus, parem com isso.

sexta-feira, 1 de abril de 2011

Mapa da gravidade da Terra.

Nosso incrível geóide.





Um trabalho da Agência Espacial Europeia, utilizando o satélite GOCE, apresentou um mapa revelando como a força da gravidade da Terra varia minuciosamente sobre a superfície. A imagem, divulgada pela agência nesta quinta-feira, é considerada como a mais perfeita representação da variação gravitacional.

O mapa mostra áreas em amarelo, onde o satélite mediu uma maior aceleração da gravidade, e em azul, regiões que apresentaram menor aceleração.

Segundo o professor Reiner Rummel, ex-chefe do Instituto de Astronomia e Física Geodésica de Technische Universität München, o GOCE vai fornecer padrões dinâmicos da topografia e circulação dos oceanos com qualidade e resolução inéditas.
 
O texto acima está disponível em:
http://www.sidneyrezende.com/noticia/126631+imagens+ineditas+mostram+variacoes+da+gravidade+do+planeta+terra

Acesse também o link abaixo para ver o site ESA (Agência Espacial Européia) onde é possivel ver imagens em 3D e ler os textos originais (em ingles) que estão servindo de base para a mídia brasileira.
 
http://www.esa.int/esaCP/SEM1AK6UPLG_index_0.html

quinta-feira, 24 de março de 2011

Mapa Múndi: temático, Político, Continente, Clima, Relevo, Fusos Horários, Mudo, Tectonismo, entre outros).

Novidade.

Atlas Escolar: a partir de agora começa a funcionar o blog integrado ao nosso Olhar Geográfico, que trará um grande acervo cartográfico com mapas das regionalizações mais utilizadas nas escolas, como por exemplo, mapas múndi, de todos os continentes e do Brasil. Já estão disponíveis os mapas múndi temáticos, Políticos, Continentes, Climas, Relevo, Fusos horários,  Mudos, Tectonismo (placas tectônicas, vulcões, entre outros).



sábado, 5 de março de 2011

Museu Catavento e Palácio das Indústrias.

Museu Catavento e o Palácio das Industrias.

     No fim de semana passado estive visitando o Museu Catavento, sediado no Palácio das Indústrias, que se localiza no Parque Dom Pedro II. Trata-se de um museu interativo, nos moldes da antiga Estação Ciência (mantida pela USP e que funciona na Lapa desde 1987), o Catavento foi inaugurado em 2009 e traz em sua exposição, espaços dedicados a meteorologia, à física, química, geologia, biologia, história, matemática e muito de geografia. Esse museu impressiona tanto pelo que expõe em seu espaço interno e externo, como por sua localização e o significado de prédio como testemunha e elemento ativo nas transformações no espaço geográfico da cidade de São Paulo. O próprio Palácio das Indústrias que desde o início do século XX constitui uma importante referência na paisagem do hoje "Centro Velho" da cidade de São Paulo, passou por muitas modificações, principalmente na sua função nesta cidade (seus usos), podem-se contar ao menos cinco funções diferentes desse prédio, envolvendo fatores econômicos, políticos, administrativos e ultimamente cultural em nossa cidade.

     A vista que se tem dos andares superiores do palácio também impressiona. Além da vista do centro velho com seu mosaico de paisagens de todos os tempos e contextos, é possível ver a transformação da paisagem e do espaço geográfico de nossa cidade acontecendo, como por exemplo, as obras públicas, a diferença entre as pessoas que frequentam o bairro e o processo de demolição do famoso prédio Treme-Treme, que é como foi apelidado o edifício São Vito em função de seu péssimo estado de conservação, e das ocupações irregulares a que ele foi submetido. (veja última imagem deste desta postagem).

Estes canhões estiveram instalados em navios da marinha brasileira nos anos 50/70.

sábado, 26 de fevereiro de 2011

Pasisagens do nosso cotidiano. (7º A e B)

Veja a exposição dos trabalhos feitos pelos 7ºs anos A e B.
 Paisagens do nosso cotidiano, na página GeoMural (link na aba acima do blog).

Parabéns pelos trabalhos,

Um abraço,

Prof. Rubens.

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Olhar Geográfico sobre as paisagens de da Obra de Escher.

Há uns meses atrás utilizei as obras de Escher para desenvolver conceitos de paisagem com meus alunos, e para minha surpresa chegou ao Brasil no mês passado o maior conjunto de obras do autor e estão em exposição no Centro Cultural Banco do Brasil, aqui no centro de São Paulo. Aproveitem...


Observe as perspectivas adotadas na obra de Escher e como ele representa as paisagens com tantos ambientes diferentes e misturados em uma mesma obra, esse mestre da xilogravura e litogravuras traz em suas obras uma boa fonte de estudo e observação de paisagens, uma vez que o tema/conceito paisagem é tão importante para o estudo da geografia. Portanto, aproveite as obras abaixo para treinar o seu olhar sobre as paisagens (seu Olhar Geográfico), atente-se para os elementos visíveis e os elementos invisíveis (aqueles que exigem nossa habilidade de observação e competência de análise).

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

O Novo IDH - 2010

Nova York, 04/11/2010

Brasil avança no novo Índice de Desenvolvimento Humano

Reformulado, Índice de Desenvolvimento Humano usa Renda Nacional Bruta em vez de PIB e apresenta novos indicadores sobre educação do PNUD.

O Brasil subiu quatro posições de 2009 para 2010 e ficou em 73º no ranking de 169 nações e territórios da nova versão do IDH (Índice de Desenvolvimento Humano), que passou por uma das maiores reformulações desde que foi criado, há 20 anos. O índice brasileiro, de 0,699, situa o país entre os de alto desenvolvimento humano, é maior que a média mundial (0,624) e parecido com o do conjunto dos países da América Latina e Caribe (0,704), de acordo com o Relatório de Desenvolvimento Humano. O documento, intitulado A verdadeira riqueza das nações: caminhos para o desenvolvimento humano, foi divulgado nesta quinta-feira em Nova York.

Em razão da mudança de metodologia, não se pode comparar o novo IDH com os índices divulgados em relatórios anteriores. Mas seguindo a nova metodologia, em comparação com os dados recalculados para 2009, o IDH do Brasil mostra uma evolução de quatro posições.

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Evolução das Placas Tectônicas


Estrutura interna da Terra ( baseado na composição dos elementos ou em sua resistência ).

Escala geológica do tempo convertida para 1 dia ( 24 horas)

 Veja acima uma das divisões do tempo geológico mais conhecidas, que é a divisão clássica e sua conversão ao tempo de 1 dia ( 24 horas ) o que facilita muito a compreensão, pois trabalhar com unidades de tempo superiores a milhares ou milhões de anos torna o assunto bastante abstrato.
 Escala geológica com melhor subdivisão dos períodos recentes.

Esta tabela traz alguns indicadores muito interessantes, como a evolução das temperaturas e do nível do mar ao longo do tempo (note, que o conceito que se prega com a questão do aquecimento global e o aumento do nível dos oceanos pode ser relativo, se tomarmos como base a comparação entre a linha de temperatura e do nível do mar que esta tabela traz); além disso, esta tabela traz os fenômenos de extinção e atividades tectônicas representadas pelas atividades vulcânicas.
A história geológica da Terra é atualmente descrita por uma espiral temporal indicando que processos atuais ocorreram no passado (Uniformitarismo), mas não da mesma forma, com mesma intensidade e não necessariamente todos os processos do passado ocorrem no presente e vice-versa.

domingo, 5 de dezembro de 2010

Conflito em Darfur, Sudão: causas, consequências, situação atual e a reação da comunidade internacional.


          A questão de Darfur, no Sudão, segue em grande parte a mesma lógica do que aconteceu em outros países africanos. A principal diferença aqui, é a questão árabe X africanos embora não seja o aspecto principal do conflito.

                                           A banalidade da morte nos conflitos africanos.

                                                         Onde falta comida, sobram armas...

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Tropa de Elite, capitão nascimento e a discussão do espaço urbano.

Tropa de Elite e os problemas urbanos brasileiros / Capitão nascimento Herói nacional.




      Recentemente essa foi a capa da Veja (revista de grande circulação principalmente em São Paulo).


       Assisti os dois filmes assim como milhões de pessoas, e também fiquei entusiasmado com seu roteiro e cenas fortes. Mas o Tropa de Elite II traz consigo uma necessidade de reflexão.

sábado, 13 de novembro de 2010

Novos Bonecos do Capitão Nascimento.

Versão 1.0
(Versão Antiga)


Versão 2.0
(Versão Atual)

Agora com vassoura e saquinho de anti-depressivos.

Na verdade este boneco não existe nas lojas, ainda mais com estas frases estampadas nas embalagens, e nem seria de muito bom gosto presentear uma criança com um objeto que remete a tanta violência. No entanto, o fato de já circular pela web tais montagens, pode demonstrar um desejo de consumo já presente na população brasileira e nos milhões de espectadores do filme Tropa de Elite.


segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Reciclagem e pobreza no Brasil

A reciclagem no Brasil tem sua principal origem na pobreza, mais do que na consciência ambiental!


A reciclagem no Brasil é mais fruto da pobreza do que de consciência ambiental!

Imagem retirada de vozesdoseven2.webblog.com.pt/arquivo/2007/
       A questão da reciclagem no Brasil tem avançado a passos tímidos e vagarosos. Embora existam empresas como o grupo pão de açúcar que apóiam e até investem alguma coisa nisto; existem também condomínios e domicílios individuais que fazem coleta seletiva; cooperativas que fazem a triagem desse material; um ou outro serviço de coleta oficial de lixo para reciclagem; A grande parte da população e das empresas não se mexe para que isto ocorra, não é que não estejam preocupados ou desenformados, simplesmente não há motivação para tais atitudes. Acho que precisamos de uma atuação mais forte por parte do Estado nesse setor, tanto com investimentos, como com a ampliação da legislação e fiscalização. Um tempo atrás tentaram fazer a taxa do lixo. Melhor seria dar incentivo para a coleta seletiva, por exemplo, conceder créditos para a entrega de material pronto para a reciclagem ao longo do ano, que em janeiro seriam abatidos do IPTU, ou de algum outro imposto. Cobrar uma taxa dos fabricantes e revendedores de produtos pet e repassá-las para as cooperativas e coisas do gênero.

       Por enquanto, grande parte da coleta continuará sendo feita pelos “garimpeiros do lixo”, movidos pela pobreza, falta de emprego e falta de qualificação para serviços com melhor remuneração.

       Segundo o catador, o quilo de alumínio é comprado a R$ 3,00 e do cobre a R$ 6,00. O quilo do papel vale apenas R$ 0,08 e de plástico R$ 0,07. ''Dá pra tirar entre uns 15 reais a 20 reais, dependendo do dia''. Disponível em:  http://www.reciclaveis.com.br/noticias/00408/0040818plano.htm

Obs. Pesquisei quantas latinhas são necessárias para formar um quilo, os sites pesquisados apontam entre 70 e 74, quantas horas de trabalho seriam necessárias para ganhar R$3,00?

quinta-feira, 10 de junho de 2010

Tempos Modernos

Atividade sobre as fases da industrialização utilizando o filme

“Tempos Modernos”

Charlie Chaplin.



Assista ao filme:




1 – Pesquise sobre o filme tempos modernos e sobre seu autor e personagem principal. Escreva uma sinopse do filme.

2 – Faça uma pesquisa sobre a época em que se passa a “estória” de Carlitos interpretado por Charlie Chaplin em Tempos Modernos (década de 30) e relate os principais fatos históricos desse período.

3 – Pesquise sobre as fases do processo de industrialização. Leia o que caracteriza cada uma e identifica qual foi retratada no filme. Faça um pequeno texto (entre cinco e dez linhas) explicando que fase foi esta e relacione-a com o filme em questão.

4 –Explique como era feita a divisão do trabalho nas fábricas e quais as características da execução do trabalho pelos operários.

5 – Como o funcionário é tratado na fábrica? Ele tem consciência sobre o que está produzindo? Explique.



6 - Quando Carlitos fica louco e acaba entrando nas engrenagens da fábrica, o que isso representa?


7 – Qual a situação da classe trabalhadora nessa época e qual sua relação com o Estado?


8 – É atribuída a Henri Ford, um grande empresário da indústria automobilística da época a seguinte frase:

“contratamos operários porque precisamos de seus braços e pernas, pena que eles tem que trazer a cabeça junto”.

Como você explicaria esta frase no contexto do processo industrial da década de 30?


9 – Sobre a primeira fase do processo de industrialização explique:

a) Onde ocorreu?

b) Que mudanças provocou na sociedade?

c) Quais transformações ambientais (sentido ecológico) essa atividade trouxe?

10 – Sobre a terceira revolução industrial explique:

a) O que a caracteriza?

b) Quais países estão nesta fase?

c) Utilizando o mapa múndi “mudo” abaixo, destaque alguns países que estão em cada uma das três etapas de industrialização (coloque as respectivas legendas).

Prof. Rubens Benatti